Ela só quer viajar*

audrey

Algumas pessoas, ao passar por mudanças, mudam o cabelo. Cortam, pintam ou ambos. Não quero parecer clichê (e nem cortar meu cabelo enorme), então resolvi arrumar meu quarto. Guardei o que precisava ser guardado, tirei o pó de objetos marcantes esquecidos. Mudei a organização de algumas coisas, baguncei o que estava arrumado demais. E marquei minha mudança pessoal no meu quarto, embora ela vá bem além de um cômodo reorganizado. Dois mil e quinze já, vinte anos logo ai e na verdade isso não significa absolutamente nada. Pensei comigo mesma em minha retrospectiva 2014 e parece que todo ano começa tudo de novo. Novos amigos, novos conhecidos e velhos hábitos. Velhos hábitos que cada ano se manifestam de um jeito diferente, como se fossem novos mas na verdade, não. Cada ano que passa quebro a cara com minhas constantes teimosias que um dia pretendo mudar. E que esse novo “corte de cabelo” traga bons agouros e que 2014  2015 seja melhor que o ano passado, se Deus quiser!

“I love people who make me laugh. I honestly think it’s the thing I like most, to laugh. It cures a multitude of ills. It’s probably the most important thing in a person.”

― Audrey Hepburn

*

Anúncios

Desabafo

tumblr_mdtcx1SjIw1r0i9t4o1_500_large

Após muito tempo ausente, voltei, tirei o pó, espantei as aranhas e agora está tudo em ordem. O tempo disponível é inversamente proporcional à quantidade de livros, cadernos e post-its que ocupam minha mesa. E cada tempo extra é automaticamente direcionado para descanso. Se não estudando, dormindo. Se não dormindo, estudando ou com sono. Poucas são as horas que posso ficar tranquila e aproveitar o sol lá fora. Mas, como perceberam, não há reclamações, pois são as privações agora que garantem a tranquilidade de amanhã. E parar é jogar fora todo a motivação de ter começado. O cansaço de agora é o valeu a pena de amanhã. E tenho dito.

Boas novas

Girl

Olá,

Saudades de escrever, de me expressar. Duro é abrir a página de “Novo Post” todo dia e não tem reação para escrever nada. Tempos se passaram após minha última postagem. O mês mudou, o ano mudou, relacionamentos mudaram, idade mudou. Domingo eu ainda tinha 17, hoje já possuo dezoito anos completos, mas não posso esquecer que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Este ano, pretendo cursar uma boa faculdade e estou aguardando para saber os resultados, confesso que a espera é angustiante, diante da minha ansiedade e vontade de começar tudo isso de uma vez. A caminhada continua, mas desta vez os passos são permanentes, como se eu andasse por cimento fresco. Quero viajar, conhecer lugares novos e voltar nos bons lugares que visitei. Tomar um bom café e correr atrás dos sonhos, pois diferente da neve, eles não caem do céu. Entretanto se mantêm por pouco tempo no mesmo lugar, como uma chuva de verão. Boas coisas do passado duraram por bom tempo, mas acabaram. Felizmente, aprendi e ensinei, não me arrependo de nada. Olho pra frente com esperança de um dia ensolarado e fresco, sentindo a brisa e esperando as boas novas.

Vejo vocês em breve,

Beijos e abraços.

Let’s Go

Carrego minhas olheiras com orgulho de um guerreiro que enfrenta batalhas diárias para que quando chegue a guerra, ele seja o vencedor. Enfrento meu dia-a-dia sem fraquejar, reclamo, sim, das pedras que vêm ao meu caminho, mas não deixo de seguir em frente. Reúno todas para que um dia as tenha em quantidade suficiente para construir meu castelo. Noites mal dormidas, cansaço e infindáveis bocejos não serão o suficiente para me parar. Corri um longo caminho até aqui, e agora chegou a parte da caminhada cuidadosa, das bifurcações e armadilhas. Mas me preparei para que nada me tirasse do caminho, e estou na minha melhor forma física para que a fadiga não me domine. Chega de complicar a simplicidade e errar coisas tolas, já passou da hora de pôr em prática tudo o que foi aprendido. E lá vamos nós para a esperada linha de chegada.

Eterno

Talvez todos os pensamentos me escapassem naquele momento, menos a certeza de que quero passar minha vida inteira ao seu lado. Ficaria a tarde inteira abraçada, olhando pro nada e pra tudo ao mesmo tempo. Sentindo seu cheiro, confortando-me em seus braços. Real e surreal. Não me importava mais os problemas que me desconfortavam durante os dias, porque naquele momento eu apenas me preocupava em não sair dali nunca. Não sentia mais o frio, pois você me protegia dele. Naquele momento eu somente desejava que a tarde fosse eterna, que os minutos se arrastassem para que eu nunca saísse do seu abraço. O dia acabou e o amor que tanto crescia em mim aumentou infinitamente. Case-se comigo, viva mais mil momentos ao meu lado e, principalmente não se esqueça que eu o amo demais. E que seja infinito enquando dure [pra sempre]. Te amo demais mô.

Here we go again

É mais do que o simples arranjo de palavras para obter algum sentido. É dedicação e empenho. Requer atenção e principalmente criatividade, pelo menos um pouquinho. Talvez não seja tarefa para um qualquer, mas com força de vontade, torna-se possível para qualquer um. Foram muitas ideias, a maioria sem sentido. Houveram também diversos pedidos de ajuda, qualquer coisa bastava. Muitos banhos tomados para que no meio do vapor surgisse algo mirabolante e que depois eu conseguisse expôr da melhor maneira possível. Mês vai, mês vem, tempo sobra, tempo falta. E no  meio das lacunas nas horas eu consigo produzir algo. Confesso que utilizo a técnica de observação, saber o que as pessoas fazem, pensam e sentem. Relacionar meu eu com o eu do outro, abordar assuntos polêmicos ou simbólicos e desta maneira conseguir passar a ideia para o alguém do outro lado da tela. Amadureci a mente e as palavras, aprendi lições e me conheci melhor.

Obrigada por estarem comigo, seja desde o começo, do meio ou de pouco tempo atrás. Não chegaria onde cheguei sem vocês, obrigada leitores, amigos e todos que me apoiaram ou que contribuiram para que o blog fosse ficando cada dia mais bonito. E à todos nós, feliz dois anos de blog!

 

O amor

Não esqueci de você. Aliáis, nunca esquecerei. Por alguns imprevistos, não pude escrever no dia certo, mas você sabe que a culpa não foi minha, não é? Desculpas para trás, queria te dizer o quão importante tem sido você pra mim. E tenho certeza que ainda será, mais e mais. Meu bebê, todos esses dias que passamos juntos foram apenas os melhores da minha vida. Todos os suspiros ao seu lado, todas as risadas… como é bom estar perto de você! Ao longo do tempo, tivémos pequenos desentendimentos e olhe como apenas ter passado o final de semana contigo fez com que tudo aquilo parecesse besteira. Não se esqueça que você sempre fará parte da minha vida, esteja sentado comigo vendo tv ou do outro lado da tela. Somos prova vida de que a distância faz com que o amor acabe, mas sim cresça cada vez mais. É difícil, confesso. Não ter você todos os dias para abraçar e enxer de beijos, mas toda essa luta diária com a saudade nos fez mais fortes. A cada dia me apaixono mais pela pessoa maravilhosa que você é. Não posso mentir, sou egoísta, realmente muito egoísta. Sabe por quê? Pois queria você só pra mim, sem dividir com ninguém desse mundo. Porém me lembro que tenho algo mais importante que tudo: seu coração. E dele eu cuidarei pro resto da vida. Hoje temos 375 dias juntos. À pouco fizemos um ano, de muitos diria. Obrigada por me fazer a mulher mais feliz do mundo. Te amo meu homem, meu bebê, meu mô. Meu Rafael.

Ser

Diariamente enfrento a hipocrisia das pessoas em relação ao ser. Todos querem que sejamos simpáticos, sinceros e verdadeiros, porém ninguém quer saber da verdade. Ninguém quer tê-la exposta quando não concorda com esta. Ninguém aceita a sinceridade quando é voltada à crítica de suas ideias. Por que querer então pessoas sinceras ao lado se não aceitam suas críticas e verdades? Muitos reclamam dos hipócritas sendo que os próprios estão sendo. Eles querem pessoas que passem a mão em suas cabeças e digam que estão certos sempre. Negar a verdade não vai fazer com que ela mude, ocultar a razão só te tornará mais ignorante. Acordem para a vida e cresçam antes que a vida os obrigem a isso. Para os que não se incluem, parabéns.

Moléstia

Essa falta de tempo e descanso cada vez vem me derrubando mais. O corpo e o cérebro já não respondem tão bem, o raciocínio funciona porém comete muitos erros tolos, erros que persistem. Talvez um dia inteiro não seja suficiente para recuperar toda a força perdida. Muito menos dois dias. Férias? Dizer que são uma oportunidade de relaxar é relativo. O que adianta estar em casa e não fazer nada para descontrair? Dormir doze horas diárias? Pra quê? Ultimamente o cansaço psicológico é o que mais pesa no corpo, pois este não me dá tréguas, já que depende de elementos externos incontroláveis como uma chuva de verão. Bom seria não ter que lidar com nada ruim, como stress ou pressão, tudo se resolveria de uma forma prática e automática, simples. Quanta tolice minha, seria o mesmo que querer que uma bicicleta ande sem ao menos alguém para guiá-la. Tsc, tsc.

Imperfeito

Talvez quando o dia tenha tendência para ser ruim, ele será ruim. Independente do que aconteça de bom, sempre haverá o mau para anula-ló. Posso ter acordado com o pé esquerdo, ou passado por baixo de alguma escada ou até mesmo um gato preto passou ao meu lado desapercebido. Quem que sabe? É provável que no meu calendário estivesse escrito que dia dez de março de dois mil e doze seria chato, cansativo com uma dose de estresse. Acordei mal e dormirei exatamente do mesmo jeito, mas não significa que o amanhã será do mesmo jeito. Como todos os seres racionais existentes tenho meus dias ruins, minhas semanas cansativas, meus meses intermináveis e meus anos imemoráveis. Agora já é hora de descansar a cabeça, pousar sobre um travesseiro confortável e deixar-me dominar pelo meu subconciente criativo. Boa noite.