O mais importante

Hey 😀

Estive vendo um vídeo, um vídeo sobre uma adolescente, 15 anos, com uma mãe portatora de Alzheimer (link do vídeo). Até agora, e sei que durante muito tempo, vou pensar antes de chingar mentalmente minha mãe. Lembrarei para sempre desse vídeo. Afinal, minha mãe nunca esquecerá meu nome.

O caminho

E a dúvida vem: seguir o caminho certo, o errado ou o duvidoso? Acho que a gente tem que seguir os instintos afinal, mesmo porque, não tem como ter certeza de qual caminho é certo, talvez aquele mais aterrador resulte em um ótimo lugar, ou não. Depois de passar por algumas coisas, tive certeza do que eu faria, seguiria um passo de cada vez. Se agora for tempo de fazer nada, vamos esticar os pés na rede, dormir sem horário. E se for tempo de levar as coisas a sério, vamos fazer tudo certo, tentar pelo menos levar a sério até o final. Meu futuro agora eu estou construindo devagar, do mesmo jeito que eu junto minhas moedas. Uma de cada vez.

 

Tragédias

Os rios de revoltaram. Morros estão derrapando e pelo caminho vão destruindo casas, vidas que não se estabilizaram facilmente – ou nem isso. Pessoas andam na rua em meio de água, terra e lixo. Ou seria água, terra e doenças? Tudo o que as pessoas tinham, por pouco que seja, estão perdidos. Nã há nada para fazer, a não ser sobreviver. Ainda há pessoas em áreas de risco, sem largar suas poucas conquistas… mas afinal pra onde elas vão?

Vão para baixo da ponte, onde há mais lixo acumulado ainda? Porque se eles não sabem, eu também não faço idéia. Os abrigos já estão ocupados, logo aparece o 2º, 3º abrigo e logo está lotado. É como se de repente um pedaço do dilúvio tivesse dado as caras, as pessoas não sabem o que fazer, não sabem onde ir, não saber como será daqui pra frente. Em alguns casos dói pensar a situação das pessoas em meio desse caos sem saída.

Bombeiros e voluntários prestam ajuda para vasculhar esconbros, encontrar vida ou morte. Não me imaginaria como estaria se eu estivesse ali, se fosse eu que estivesse andando naquela sujeira, com nada além da roupa do corpo. Não sei e nunca vou saber. Só sabe a temperatura da água quem lá nadou.

O máximo que posso fazer é dar meus pêsames, orar por quem precisa, por quem está passando por algo que ninguém deseja por ninguém.

Meus singelos pensamentos, para que todo esse pesadelo tenha um fim, o mais rápido possível.

 

Dúvida

Olá 😀

Ás vezes a dúvida me assola de maneira significativas. Não sei quando, nem onde, nem porque e nem em que tempo. Quero que tudo de minha lista de desejos se torne real por completo, mas a dúvida vem e lá se vão alguns sonhos pro lixo. Será que vale a pena? Será que isso depois poderá me prejudicar? Não sei, não sei.

E no fim, o que vale não é o resultado e sim o camilho e sua preserverança não é? Sim, mas o medo ás vezes me visita e deixa aquela dúvida. E se o caminho que eu seguir só fizer eu quebrar a cara continuamente e não ter final feliz? Escolhas que geram dúvidas e dúvidas geradas pelo medo de fazer algo que possa ter consequências sérias no fim.

E no final eu fico dividida como se estivesse parada em frente a uma bifurcação.

Kisses ;*

Reflita

Você reclama do seu cabelo armado? De ele ser liso demais ou enrolado demais? Talvez ele dê muitos nós ou, como o meu, caia muito. Agora veja essa imagem e reflita se suas reclamações são válidas. E se lembre antes de reclamar de algo. Você tem todo o direito de reclamar, afinal. Eu também reclamo de algumas coisas. Mas antes de sair gritando por ai que você é injustiçado, tente lembrar que há pessoas em situações cem vezes piores que as suas.

Kiss ‘

Retrospectiva 2010

Olá 😀

É pessoal, 2010 já está no fim. Praticamente 2 dias para o Natal e, quando ele chegar, podem esquecer porque o Ano Novo vem rapidinho. E eu decidi – antes que chegue 2011 e antes que minha avó chegue, porque eu sei que quando ela vim, não vou ter tempo para o pc – fazer uma retrospectiva.

Tanta coisa já aconteceu esse ano! Tanta coisa e agora já está acabando, novo ano, novas coisas, vida nova? Talvez não ou talvez sim.

No mundo um pouco de tudo aconteceu. Terremotos, pessoas presas embaixo da terra, guerras civis lá fora e aqui dentro, crimes brutais de pessoas que pareciam pacíficas, e cada vez mais a aparição de namorados que matam as companheiras por ciúmes. Mas além disso também houve boas novas. Dinheiro agora com cara nova, avanços científicos, Copa do Mundo e Olimpíadas vão ser no Brasil daqui a uns anos, vitórias, e muito mais.

E enquanto no mundo as coisas rolavam, na minha vida também acontecia. Namorei pela primeira vez, desiludi, tive que correr atrás dos meuss estudos senão não iria para frente, nasceu meu irmão tão esperado, passei por dificuldades, amadureci e agora percebo como não há a necessidade de manter uma máscara na minha frente, pois ser eu mesma dá certo.

E agora me despeço 😀

Kisses.

E que venha 2011.

 

Adolescência precoce

Olá 🙂

Cada dia que passa percebo que os adolescentes cada vez mais estão mais precoces. Eu mesmo faço parte desse meio, com 15 anos minha mãe ainda brincava de boneca e não conhecia algumas coisas. E namorar então? Antigamente namorar era quase igual a dirigir, só era permitido após a maioridade. Hoje os adolescentes namoram e não há problema nisso – ou quase não há probema.

Na verdade nem é tão problemático assim esse avanço, mas algumas coisas perderam sua essência. Namoros não são tão levados a sério assim – salvo raras excessões -, é cada vez mais fácil ver meninas de 11, 12 anos usando roupas inadequadas e fico espantada quando uma menina de 14 anos me diz que não é mais virgem. É normal a amadurecimento mais adiantado, devido a outras condições que temos e outra, são outros tempos e há coisas que irão mudar mesmo. Mas nada é desculpa quando se trata de algo tão importante, como a virgindade de uma garota.

Meninas hoje não possuem a mesma inocência e se deixam aproveitar por qualquer garoto. Não foi essa a educação que eu recebi, e olha que tenho pouco tempo de diferente para essas meninas… me pergunto o que causa tudo isso? A perda da inocência dessa atual adolecência precoce.

Beijos :*

Como será seu sorriso?

Me virei no instante que ouvi sua voz, ecoado por minha mente enquanto tentava apesar imaginar teu sorriso. Ele não pertence a mim, ele não tem dona, mas ele já gosta de alguém e isso não poderia mudar tão cedo. Ele tem chances com ela? Claro, todos temos chances com todo mundo, mas felizmente para mim e infelizmente para ele, ela já tem dona, namora e não vai ser tão cedo e nem tão tarde que eles vão se separar e ela virá para os braços dele. Ela só o beijos uma única vez, num momento não tão sóbrio, por insistência dele mas ela já deixou claro que não quer nada com ele, que foi só um beijo e nada mais. Ah! Como eu queria poder provar de seu sabor mas mal posso tocá-lo, não por não querer – ao contrário disso – mas por motivos extras e que eu mal falo com ele direito… Enquanto isso fico imaginando a voz dele, me ligando e falando um bom dia, perguntando como eu estava… ou simplesmente abrindo um sorriso quando me visse e depois me saudar com um beijinho. Isso não vai acontecer, talvez nunca aconteça, ele mal olha para mim, ele não fala comigo. De mim, só sabe que sou uma garota e sabe também meu nome. De longe ele observa a vítima, que já presa em uma armadilha do amor, não pode e nem quer ser dele, mas ele continua a olhar, enquanto, no outro lado do mundo, eu fico apenas tentando imaginar seu sorriso. (:

A grande jornada

Ei \o/

Primeiro de Novembro, 2010 – 17:55. Sim, está na hora de escolher o que eu quero. Escolher entre fazer nada, fazer tudo ou fazer alguma coisa. Posso mudar alguma coisa em mim, ou tentar mudar alguém para melhor, ou posso também relaxar e viver ao ritmo de Deixa a vida me levar, ou posso descansar umas horinhas e ir fazer minha vida caminhar como eu realmente quero que seja.

E se eu cansar? Ah, é só deitar um pouquinho e pedir para alguém me acordar… ou compro um despertador fofo pra me acordar. Se sentir fome eu quero poder saciá-la, sem ter que pedir para alguém ou esperar alguma coisa cair do céu. Quero saber fazer miojo, arroz, feijão, carne, macarrão e tudo o que eu quero e gosto de comer. Quero tomar suco ao invés de refrigerante, pois faz bem. Mas quero também um dia comprar 5L de Coca e me esbaldar ao mesmo tempo que saboreio uma pipoca ou um lanche. Vou engordar mas quero ter com quem ir para a academia para depois chegar cansada em casa e dormir profundamente. Quero ter minha independência mas ao mesmo tempo depender de alguém para algumas coisa. Quero amar, sofrer e me divertir. Passar por tudo na vida, embora tudo ainda esteja meio longe de mim.

Quando chegar a hora, quero viver tudo, e tudo no seu tempo. Agora, eu vou dando cada passo de cada vez, sem tropeçar ou cair, mas se cair, vou me levantar e continuar, embora espero que haja alguém para me erguer do chão.

Beeijos grandiosos como a vida de cada um (:

Meus monstros

Olá

Na minha vida, me acompanhando, existem mostros invisíveis. Uns são legais e outros nem tanto. Alguns estão sempre perto de mim, mas correndo e irritando. Outros são maus e se escondem e quando menos espero, me empurram fazendo com que eu caia e/ou derrube alguém no meio do trajeto. Nenhum deles irá me abandonar – por mais que eu queira me desfazer de alguns – mas pode chegar mais monstrinhos para me fazer compania para sempre. E hoje um monstrinho me veio atazanar: a Culpa, um monstro verdinho e com dois olhos de cachorro pidão que pode não ser tão legal.

Quando eu olhei para ele, logo vi que deveria ir atrás de uns mostrinhos gêmeos, as Desculpas. Mas quando finalmente o achei, a Culpa não queria ir embora, pois disse que estava gostando de ficar comigo, e depois de muito insistir, as Desculpas foram bem acolhidas e levaram a culpa para longe de mim. Que bom.

Beijos mosntruosos :*