Mais uma vez

Ano novo chegando, pois é. E mais uma vez trago um clichê: como o ano passou rápido! – desculpem, é inevitável. E com mais um ano, vem mais sonhos. Sonhos de um ano melhor, de pessoas melhores… talvez seja uma ideia até utópica, mas penso por que não? Por que não desejar sempre o melhor? Querer subir mais alto, com os degraus das próprias conquistas, sem utilizar pessoas como chão e sim como ajuda, como compania na subida. Por que não ajudar o próximo sem ter retorno? Boas ações trazem boas ações, aprendam. Vamos ter nossos defeitos, claro, quem não tem? Mas por que não querer diminuí-los? Aos poucos um ano bom vão se construindo e no fim, em dezembro que vem além de cada um falar de como rápido passou o ano, falaremos que 2012 valeu a pena. Por que não?