Nota

Virose, falta de tempo, insônia e algumas dores me colocaram longe do blog por esses dias. Talvez essa semana minha mente consiga trabalhar em algo, não sei. Tentarei ao máximo alguma inspiração, ou ao menos alguma faísca e hei de transformá-la em chama o mais rápido possível. Porém agora mergulharei em sonhos até que o dia chegue e o amanhã comece. Boa noite. 😀

 

Anúncios

Potencial

Vocês todos não tem idéia do potencial que possuem. Ninguém sabe o quanto pode mudar em tudo, até no mundo. E eu tenho argumentos para falar de potencial. Sempre achei que algumas coisas não poderiam mudar, que elas são de um jeito e assim vão ser, de acordo com o determinismo. Porém, entretanto, todavia, descobri que não é assim.

Se você quer alguma coisa, e se esforçar ao máximo para conquistá-la, você consegue. É verdade. Então antes de desistir, tente mais um pouco. Dias atrás eu achava que algo era impossível, hoje vejo que a realidade mudou.

Kickstarts¹

¹Começar.

“Avoid the obvious, we should be facing the truth
Start to think It could be fizzling out
Kinda shocked because I never really had any doubts
Look into your eyes, imagine life without ya […]”

Example – Kickstarts

Talvez as coisas não terminem como eu gostaria que terminassem. Talvez não terminem, talvez esfriem mais ou talvez não exista mais nada. Mas quem vai dizer ou definir não vai ser eu nem ninguém, vai ser o tempo.

Estou tomada pelo sentimento de como as coisas passaram tão rápido e estão indo mais rápido ainda. Uma amizade de talvez uns cinco anos ou mais, não me lembro com certeza, mas sei que foi tempo suficiente para superar muita coisa que houve no meio do caminho. Pessoas, pedras, hipocrisia, relacionamentos. Nada disso foi suficiente para nos destruir nesse tempo, então ainda não consigo compreender como algo aparentemente indestrutível de repente está tão sensível e quebradiço. O que me resta é, nada. Esperar, lutar, tentar fazer com que isso mude.

Embora por dentro eu sinta que talvez não seja tão fácil dessa vez.

Sem título

Minha história tem vários acontecimentos desde o momento que eu nasci, e durante todos os 16 anos que vivi, posso dizer que não foi pouca coisa que me aconteceu. E como pretendo viver mais 84 anos no mínimo, ainda vou ter muita coisa pra contar. Eu queria poder escrever um livro sobre as coisas, sobre tudo que vejo, ouço, penso, vivo. Pra talvez poder lembrar de tudo para contar pros meus filhos, netos. E de uma coisa eu estou certa: enquanto eu for resposável por minha vida, eu nunca me arrependerei de nada, pois o que eu fiz eu aproveitei de alguma forma, seja de modo positivo ou não.

Receio ou não

Reação complexa a uma ameaça perceptível a uma relação valiosa ou à sua qualidade. Segundo um amigo chamado Wikipédia, seria isto a definição de ciúmes. Entretanto, só quem já sentir um verdadeiro ciúme pode dizer que a definição é apenas um arranjado de palavras que nem abordam totalmente o verdadeiro significado.

Ciúmes pode ser entendido como uma reação complicada dos hormônios ao saber que algo ou alguém quer retirar de você um bem muito valioso, com simbolismo indefinível. Não é apenas um receio de perder, é muito mais que isso. Na maioria das vezes, quando precebia alguém perto de mim – amigas e amigos – sentindo ciúmes, logo pensava: Que bobos todos vocês, não entendo como sentem ciúmes, vocês não se garantem não? Hoje sei como essa frase está tão certa como o céu é esverdeado.

Legal? Talvez seja, mas somente quando você descobre que outro sente ciúmes de você, pois quando é você que está na berlinda, ah queridos, não é nada fácil. Dormir com a incerteza de que a pessoa está pensando em você como você pensa nela, com a incerteza de que não é outro ser que ocupa a mente dele(a). Como é sentir cíumes… é, indefinível.

Ao mesmo tempo que protege, também prejudica um casal. Protege um relacionamento, pois o(a) ciumento(a) tende a dar um pouco mais de valor, para não ser trocado. Todavia também prejudica, pois o ciúmes torna a visão um pouco embaçada impossibilitando que enxerguemos a verdade.

Enfim, ciúmes – como anteriormente dito – é uma reação complexa, complexa demais para ser entendida somente atrávez de dicionários e wikipédia. Afinal, para entendermos certas coisas, é necessário antes sentí-las.

Sorte?!

Acordei, já sabendo que o dia ia ser agitado. Tomei meu banho rotineiro enquanto pensava no sonho maravilhoso que tive, sonhei com quem eu já havia passado semanas tentando sonhar. Enfim. Sai do banho e enquanto me secava, escolhia roupas adequadas para ir para a crisma. Chegando lá, comprimentei meus amigos e sentei. Passado o tempo e dada a hora de saída, fui com meu amigo até a igreja – pois a crisma é em uma escola próxima – e por fim decidimos ir a pé até perto de casa. Próximo à onde eu moro, existe um parquinho e tentados pelos balanços estáticos, decidimos voltar a infância por uns minutos e logo estávamos lá, no balanço dos balanços rindo como duas crianças.

Falamos sobre amizade, hipocrisia e piadas. E após quase uma hora, nos despedimos e seguimos cada um para seu lar. Almoçei, peguei minhas coisas e logo fui para a casa da Lettie, onde nos arrumaríamos e seguiríamos para uma baladinha de sábado. E lá nossa sorte decidiu dar um olá, e acabamos fazendo parte – sim, nós duas – do 1% que ganharia vip’s. Depois de ficarmos uns minutos felizes (lê-se “ficarmos umas horas pulando e dando gritinhos histéricos”), cada uma foi para sua casa e assim, com os pés doendo e as coxas um pouco mais duras de tanto dançar, ambas foram dormir.

A próxima parte do post não tem tanta importância para a maioria, leia quem quiser.

Sorte? Um pouco sim, afinal foi dia muito bom e eu nem precisei fazer muita coisa, porém no meu caso nem tudo foi bom. O sonho com a pessoa tão especial ficou apenas em meus pensamentos, pois em virtude de acontecimentos, preferi não comentar, afinal, não seria dado tanta importância quando eu gostaria. Uma das coisas que eu mais temia que acontecesse, que eu dependesse de alguém ao ponto de essa pessoa conseguir mudar meu humor apenas falando algo ou deixando de falar. Estou de um jeito que, depois de mil coisas boas acontecerem, um “nós não somos mais a mesma coisa” ou “você não faz isso como antes” me estristesce na velocidade superior à da luz. Eu sei que tenho que fazer algo para mudar isso, mas cheguei ao ponto em que não quero fazer mais nada. Queria deixar isso correr ao seu próprio curso, mas eu tenho que fazer algo a respeito, e não prometo ser algo fácil. Desculpa.

 

Sem título disponível

Hoje vai ser o dia em que muita coisa pode mudar, em que algo de horas atrás já virou passado e agora o futuro vai mudar. Será pior? Não sei, o importante é que algo tem que mudar, não há mais tempo, não há mais motivos para retardar isso. Não mais. Agora vem talvez uma parte ruim: encarar o que vem por ai, de frente. Não de lado e muito menos de costas.

Pessoas notarão a diferença. Porém as importante, as “melhores”, digamos assim, não notarão nada, afinal não é com elas que há o problema. Resumindo: mudanças vem por ai, mudanças para tentar mudar algo de muito tempo, para tentar deixar tudo certo, sem nada a dever a ninguém. Meus anos vindouros serão bons, e eu começarei a construí-los  hoje.

 

Olá

Boa Noite 😀

Dando uma passadinha aqui, mudei o Tema do blog, que se chama chocolate, por causa da páscoa :D. Procurei inspiração e hoje ainda não me veio nenhuma. Quem sabe mais tarde tenho sorte? 🙂

Terça-feira finalmente acaba minhas provas, amém. Ai quem sabe eu tenha mais tempo pra mais coisas haha.

Aos poucos estou percebendo que algumas coisas estão mudando e talvez mudando pra melhor, embora algumas coisas eu estou estranhando, hm.

Só isso mesmo SUAHUSH ‘ amanhã tem post ok galerinha? 😀

Kisses ;*